Vida de Modelo - LEONARDO ROMANZEIRA


Como foi a criança e o adolescente Leonardo? O que você levou dessas duas épocas para a vida adulta?
Fui uma criança que teve direito as brincadeiras de rua, de esconde-esconde, futebol, pião, bola de gude e soltar pipas! Tive várias fraturas no corpo, pois sempre fui muito arteiro! Uma adolescência de muito estudo (só poderia sair se apresentasse boas notas aos meus pais) e esportes (judô, pólo aquático, natação e voleibol).

Como o mundo da moda entrou para sua vida? E você se lembra de qual foi o seu primeiro trabalho e a sua expectativa em cima dele?
Em meu primeiro curso de modelo fui reprovado, mais persisti, naquela época não havia semana de moda como existem hoje e o mercado masculino era muito limitado, então estava sempre buscando um curso para me aperfeiçoar e poder desfilar. Sempre gostei da sensação da adrenalina das passarelas. Comecei com sorte, peguei uma campanha grande anual para ser garoto propaganda de uma empresa de calçados, depois vieram as semanas de moda, algo que nos fornecia muito aprendizado, disciplina e profissionalismo!

Com relação aos concursos de beleza, partiu de você a vontade em participar, ou foi família, amigos que insistiram para que você o fizesse?
Sempre tive muita atitude, meus pais me davam total apoio para tudo que eu quisesse fazer, pois sempre fui um filho muito responsável.

Em 2010, você participou do MISTER BRASIL MUNDO, foi sua primeira participação em um grande concurso? Como você chegou até o MISTER BRASIL MUNDO daquele ano?
Não, foi o 14° concurso, buscava oportunidades, para mim, ser o melhor não importava, mais sim aprimorar meus conhecimentos e fazer novos contatos. Na adolescência queria ser diplomata e acredito que sou um pouco, pois adoro me comunicar com as pessoas! Por ser pernambucano e a Ilha de Fernando de Noronha não ter um representante recebi um convite da organização do MBM , pois já tinha representado o Brasil no Manhunt China em 2001!

Representando Fernando de Noronha no Mister Brasil Mundo 2010
Da para se fazer amigos dentro de um concurso?
Claro que sim, pessoas são tão valiosas quanto o dinheiro, a amizade pode ser conquistada em qualquer lugar, abra seu coração, sinta a verdade que existe dentro dos seres e você encontrará um amigo.

Você acha que o preconceito com relação a concursos masculinos tem diminuído com o crescente espaço, mídia, organização e seriedade que estes estão tendo, ou ainda falta um grande caminho?
Acredito que tem crescido sim, mais enfrentamos o machismo que ainda é presente em nosso país!

Você voltou recentemente do MISTER UNIVERSE MODEL 2012, realizado na República Dominicana. Ficou surpreso em ser o escolhido para representar o Brasil?
Muito, para mim foi um grande presente, eu queria muito poder voltar a um mundial e quando Henrique Fontes, diretor do MBM entrou em contato comigo dizendo que eu tinha as características necessárias fiquei lisonjeado, só senti muito em não estar tão preparado fisicamente, mais em questão de preparo profissional me considero qualificado.
Em uma das várias sessões fotográficas no MISTER UNIVERSE MODEL 2012
Como foi conviver com pessoas de tantos lugares, costumes e línguas diferentes. E o que você tentou passar do nosso país lá?
Super! Gosto de pessoas, de novidades e me adapto muito fácil com o novo, poder falar espanhol e inglês e tentar entender algumas línguas que não domino foi muito bom, uma verdadeira imersão cerebral. Busco transmitir tudo o que tem de bom em nosso país, não devemos falar mal de nossa pátria, defendi com euforia a nossa cultura, costumes, gastronomia, natureza e claro divulguei que sediaríamos a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.
FOTO EXCLUSIVA!

Infelizmente os concursos não são como reality shows que podemos acompanhar 24 hr. Compartilha conosco alguma situação inusitada ou engraçada que aconteceu por lá.
Inusitada? Como já te disse sou hiper organizado, sistemático, senti a falta do seguimento do cronograma! Engraçado foi quando na apresentação do traje típico (Lampião – Rei do Cangaço), ao entrar surpreendi soltando fogos de artifício, que ao disparar luzes e barulho causou tumulto entre os presentes.

Com quem você mais se identificou lá?
O Mr. Espanha, um jovem, disciplinado, educado, inteligente, elegante, humilde e simpático.

O Mister Republica Dominicana acabou vencendo o concurso, gerando insatisfação entre os outros candidatos. Houve favoritismo, proteção?
Bem, agora você me prega uma saia justa, dividi o quarto com ele e afirmo que embora ele tenha um abdômen e uma rosto fotogênico lhe faltam os preceitos essenciais para um Mister, que vai da disciplina a simpatia. Acredito que sim, pois a voz do povo é a voz de Deus e todos os candidatos viraram as costas dando um desprezo a ninguém gostaria de sentir.

Ao fundo candidatos de costas
Aquele protesto ao vivo na transmissão do concurso, todos os candidatos de costas para o vencedor, foi algo que me chamou muito a atenção. Qual foi a reação sua e dos candidatos naquele exato momento quando ele estava sendo declarado vencedor.
Sou muito diplomático e na hora fiquei surpreso, mais a minha educação e respeito falaram mais alto.

Enquanto estava lá, o que foi que você mais sentiu falta daqui do Brasil?
Nossa família é sempre nosso porto seguro e o os nossos costumes sempre serão os nossos costumes.
A República Dominicana respeita muito os brasileiros devido ao trabalho social que os nossos voluntários executam na região caribenha, inclusive gostaria de parabenizar esses profissionais exemplos de solidariedade. Encontrei cerca de vinte brasileiros hospedados no Hotel Be Live que ficamos em Boca Chica e tive o privilégio de ouvir suas histórias.

Quais seus planos após essa participação no concurso?
Continuar investindo na carreira artística e jornalística.

BATE – BOLA:
FAMÍLIA: Alicerce
AMIGOS: Imprescindíveis
BRASIL: Pátria amada
SAUDADE: Pai
VAIDADE: Sabedoria
DEUS: Supremo
FÉ: Força do bem

Gostaria de ter agradecer por este bate-papo e deixo esse espaço para seus agradecimentos e uma dica para aqueles que estão iniciando nos concursos de beleza.
Acreditem nos seus sonhos e jamais permitam que alguém diga o contrário, mais não se esqueçam que a preparação e o merecimento são imprescindíveis!
Obrigado pela oportunidade!

Leonardo Romanzeira

Comentários

  1. A forma que a entrevista foi conduzida e publicada me deixou muito feliz! Espero que obtenha muitos acessos e comentários positivos! Forte abraço e obrigado Ewerton Carreira.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. O comentário acima foi excluído devido a falta de respeito e pré-conceito para com o entrevistado. Comentários com este tipo de teor não serão tolerados. Nem deveria ser dado importância, ate porque o post foi anonimo.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Leonardo. Muito legal a entrevista!!! Abraço aee
    Ed Roberto Bravi

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pelo carinho e consideração. Amizade é construída por meio de pequenos atos. Não cheguei a ver o post, mas saibam que a minha consciência é tão limpa e tranquila que mesmo sendo algo que me denegrisse não ligaria. Quem realmente me conhece sabe da postura que busco levar nessa vida. Forte abraço
    Leonardo Romanzeira

    ResponderExcluir

Postar um comentário