MISTER UNIVERSO PIAUÍ - Hércules Cézar


  Professor de Sociologia ensina crianças e adolescentes. Além de professor é formado pela UNB como Cientista Político e Cientista Social, todas as formações pela UNB onde entrou aos 16 anos. Preocupado com o futuro e valores da sociedade também fez iniciação científica em Bioética na Cátedra UNESCO e está engajado na sua candidatura para o conselho tutelar da cidade onde reside atualmente. 


H É R C U L E S  C É Z A R
MISTER UNIVERSO PIAUÍ


Como e quando você entrou para o mundo da moda?
Primeiramente fui descoberto nas mídias sociais, cheguei a fechar contrato com agência. Todavia eu tive que escolher entre terminar a formação acadêmica com êxito ou despender tempo para o com mundo da propaganda, optei então em focar na minha formação.

Você sempre participou de concursos ou esta é a sua primeira vez?
É o primeiro concurso do gênero. Sempre achei interessante, mas para mim antes concurso de beleza só se fosse de rádio, pois se minha vida fosse uma fábula seria a do patinho feio.

Como você recebeu esse convite? E qual foi sua reação?
Novamente as mídias sociais.  A direção atual do concurso achou que eu era candidato ao mister universo 2012 pelo meu perfil, respondido o equívoco quando surgiu as seleções para o 2013 eu fui lembrado  e convidado. A minha reação foi de achar que estavam me confundindo de novo. Então quando me disseram que não eu fiquei tão lisonjeado e ao mesmo tempo sem entender direito o que estava acontecendo que levou aí cerca de 3 semanas até eu digerir, pensar, avaliar como isso se encaixa na minha vida e meus projetos e então aceitar tal responsabilidade.

Como é para você representar um de nossosEstados? Qual é o peso?
Imenso. Não é somente o fator estético existem diversos fatores. Em um país tão diverso culturalmente como o Brasil é natural que cada Estado também tenha suas pluralidades. Não se pode representar um Estado é usar clichê. São pessoas, esperanças, determinações de populações inteiras. No momento em que aceitei ser mister tinha ciência e maturidade para saber que a minha fala e o meu comportamento não deveriam passar somente a minha individualidade, mas trazer a tona aspectos de toda uma população.

Já que está representando um Estado, o que você faria em termos de proteção ambiental?
No plano macro conciliar desenvolvimento e responsabilidade criando um modelo de desenvolvimento com responsabilidade e respeito ao meio ambiente, isso logicamente com uma visão de décadas e não somente de mandatos eleitorais que resulta em políticas incrementais. No plano micro é preciso entender que na nossa cultura cristã quando Deus falou para o homem dominar sobre a natureza não significava fazer dela o que bem entendesse, e é esse entendimento que deve ser feito junto a cada individuo por meios de campanha e educação formal: a natureza não pode ser tratada de qualquer forma. Se faz necessária a conscientização individual pois são homens e mulheres com poder que tomam decisões, quer seja no âmbito político, empresarial ou econômico, e da mesma forma essas devem ser cobradas por outros indivíduos conscientes que farão o papel de fiscalização social de tais decisões.

Por que você acha que deve ser o próximo MISTER BRASIL UNIVERSO?
Porque eu tenho uma beleza que vai além da embalagem. Porque eu tenho conteúdo, responsabilidade e entendo que não é a beleza que me faz, mas sim eu que faço a minha beleza, me recuso o papel de ser um pedaço de carne, e por fim qualquer pessoa que atravessar minha vida deve ser contagiada com meu sorriso e inundada com inquietações que tragam crescimento e mudança em suas vidas, e isso é alma do Brasil a meu ver: felicidade e profundidade.

O que um mister precisa ter além de charme, beleza e simpatia? você acha que as possui?
Simplicidade, disposição de aprender, inclinação de ajudar, e algo que não se pode descrever. Simplicidade para que a sua beleza não o faça se achar melhor que alguém. Disposição a aprender, pois que sabe aprender sabe escutar, e se alguém não sabe ouvir o outro como o representaria? Inclinação a ajudar pois o mister deve estar preparado para servi e não ser servido, deve ter ciência de que o título não é algo para autopromoção somente. O algo que não se pode descrever é aquilo que prende a atenção, que algumas pessoas têm que vai além do aspecto físico, que prende a atenção e que marca as pessoas a quem encontra. Considerei tudo isso antes de aceitar, e não eu não acho que possuo, pois achar não é suficiente, eu tenho é a certeza disso.

Como está sendo sua preparação?
A primeira preparação é a mental, o me ver enquanto mister e dominar todo tipo de inquietação interna, afinal se eu não me enxergar enquanto mister como poderia me portar de fato como tal. A segunda é me livrar dos doces (risos), como é difícil! Tenho focado em construir um corpo belo, mas sem exageros, quero oferecer um mister  dentro da realidade, não um Apolo de perfeição, mas algo mais próximo para que seja um padrão de beleza ao alcance do cidadão. 

Dá para fazer amizades nos bastidores?
Com toda certeza. Onde existe contato humano existe espaço para amizades, e é isso que torna a experiência do concurso algo único: são pessoas de culturas e locais diferentes, com vivências diferentes e com visões de vidas muito particulares. Nisso se tem a oportunidade de crescer muito enquanto indivíduo, e para se conhecer de fato alguém tem que ter o afeto de amigo, tem que estar disponível a ser íntimo, e para ser de fato o Mister Brasil o mister estadual tem que aprender com os demais, e o caminho ao meu ver é a construção de amizades.
Conta um pouco do inicio da sua carreira como modelo?
Como disse anteriormente eu abdiquei a carreira logo no início para focar no mundo acadêmico. Hoje possuo três graduações pela UNB, e agora sim a carreira tem novamente o espaço na minha vida.

Como modelo você já deve ter feito vários trabalhos. Mais existe algum que você ainda não fez e gostaria de fazer?
Com animais selvagens, adoro animais. Um dos momentos mais alegres da minha vida foi quando brinquei e tentei abraçar o elefante no zoológico, imagina então como seria minha felicidade de fotografar com um leão, uma onça.

A carreira internacional como modelo está nos seus planos?
Somente se for curta, tenho um foco político, eu pretendo ser político.

Você acha que um título pode impulsionar a carreira de modelo?
Depende da forma comofor utilizado, somente o título não faz milagres. Existem tantas pessoas com grandes títulos e sem notoriedade alguma. O título pode ser um mecanismo de oportunidades, mas cabe ao indivíduo aquele algo a mais que mencionei anteriormente, tem tanta gente bonita e sem sal, pode brilhar por um instante, mas logo apaga.

Sabemos que existem "os caminhos + fáceis" para um modelo conseguir um trabalho de grande destaque na mídia. Aconteceu algo parecido com você?Já recebeu esses tipos de "atalhos"?
Já sim. Apareceu a desagradável oferta de trabalhar como ator em determinada emissora no início do ano passado, isso em troca de favores sexuais. O que me falaram que todos fazem, mas eu prontamente respondi que eu não sou todo mundo, e desde que me formei tenho seguido a carreira de professor por ser mais sólida.

Participaria de um reality show? Sim, não e porque?
Sim, pela experiência e porque sei que tenho algo a acrescentar. Creio poder mostrar que se pode ser bonito sem ser fútil, que se pode ser sexy sem ser vulgar. E ainda creio poder mostrar que é possível ter conhecimento e não ser chato.

Agora vamos falar um pouco de você: Quem é o Hércules?
O professor sem cara de professor (risos) . Bem, eu sou Cientista Político e Cientista Social, e sabendo que esses ramos não têm tanto mercado de trabalho eu tenho uma terceira graduação como professor de Sociologia, área em qual atuo. De família nordestina tanto por parte de pai quanto de mãe nasci no Distrito Federal tenho muito orgulho de não ter vindo da elite e pelo contrário ter vindo de famílias que eram pobres. Isso fez com que apesar de ter somente 24 anos de idade eu posso afirmar que a gente só tem o que pode levar com a gente aonde for, ou seja, caráter, integridade, respeito ao próximo, e felicidade.  Tenho uma identidade sólida, não preciso ser desejado para me sentir aceito, não preciso de uma roupa de marca para dizer quem sou, sou determinado, adoro desafios, altivo e autêntico. Cito todas essas características para dizer quem sou , pois eu lido com público sendo professor, e também em questões de ordem mais política como o orçamento participativo do governo e no conselho tutelar  onde pretendo brigar e trabalhar pelo direito da criança e adolescente.

O que não pode faltar no seu guarda roupa?
A camisa social lilás. Ela contrasta com a minha pele morena, vai bem com o terno e gravata sóbrios, e ainda fica ótima num look mais despojado com uma calça jeans azul claro ou preta.

Seu pior defeito e sua melhor qualidade?
Defeito é ser crítico, e a qualidade é ter uma personalidade forte.

Ser elegante é:
Não exagerar. A roupa deve ter atrativos, mas o porte da pessoa que deve fazer a roupa, ainda em trapos a pessoa elegante no seujeito firme, simples e tenro de se mover atraindo a atenção como quem não quer atrair a atenção. E para ser elegante a regra é simples: na dúvida não ultrapasse.

Hércules o blog agradece por este bate papo super interessante e deixo este espaço para suas considerações finais.
Agradeço a oportunidade de expor minhas ideias e apresentar não somente quem é o mister mas eu mesmo enquanto pessoa. Obrigado por darem atenção às minhas falas, (risos) eu falo demais né?(mais risos). Obrigado.



Comentários